quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Minha Opinião #3 - Spams

Postado por Livreiro às 15:03

— Sim, eu acho que se você leu cinco, ou sete livro, eu não aconselho-o a criar um blog literário
   — Mas isso é preconceito, não é porque li só dois livros que não sou capaz de bloggar
   — Você não tem estrutura, não tem o que resenhar e vai ficar enchendo o saco dos outros com spam.
    — Entendi, eu não posso fazer spam, mas você pode.

  Quando você gosta de ler, você quer discutir sobre livros com outras pessoas, porém no mundo de hoje são poucos os que têm isto por hobby. Então, foi criada uma rede social somente para leitores, o Skoob, este que inspirou sites menores, conhecidos como blogs literários.

Desde algum tempo, o número de blogs literários na rede aumentou muito, e consecutivamente, a divulgação se tornou necessária, mas com tantos outros blogs bons e inovadores, porque e como alguém iria entrar no seu blog ? Foi inaugurado o spam literário.

Existem diversas formas de spam, mas sempre o interesse é o lucro, do número de visitas até o número de seguidores. Mas do que adianta ter seguidores e não ter comentários? Já vi blogs com layout e design horríveis com mais de três mil seguidores.

Mas, e a concorrência?

Como num ciclo vicioso, os que são contra o spam também fazem spam, sim, irei tentar explicar melhor.

Os blogs que fazem spam ganham centenas de seguidores por mês, enquanto os que não fazem spam pouquíssimos, então os que não faziam spam se veem na obrigação da divulgação forçada. E quem tem a perder com isso é o leitor e o blogueiro. O leitor por não poder ter suas próprias leituras em paz, e o blogueiro por ao mesmo tempo em que traz novos leitores, afasta a pequena massa que comenta.

Não posso dizer que o spam é ruim, nem que é bom, pois não sejamos hipócritas, pouquíssimos blogs não fizeram spams algum dia sequer. Eu mesmo fazia.

Acho que o ideal para o blog é equilibrar a divulgação com a inovação, com estes o blog consegue atrair novos visitantes com a divulgação, atrair visitantes para quem ele não divulgou, e manter os leitores e comentários mais antigos.

Um blog se resume a esta palavra equilíbrio. Qualquer polêmica sobre blogs literários esta é a resposta, equilíbrio.

10 comentários:

Nícolas on 19 de outubro de 2011 15:55 disse...

Exato. Tem que se saber dosar.

E eu também acho mesmo que o Skoob meio que inspirou a criação de muitos blogs literários. E depois disso, temos aqui uma baita concorrência entre blogs.

E os blogueiros, ao deixarem que os números lhe subam a cabeça, acabam entrando no oba oba de se conseguir visitas e números a qualquer custo. E, como você disse, seguidores não implica participação. Participação só vem com dedicação e esforço para blogar. Não é um trabalho, mas um hobby que se faz com inovação e originalidade.

E o equilibrio pode ser um meio de amenizar toda essa divulgação (que, desculpe a grosseria, mas já encheu a paciência toda essa poluição literária).


Não posso dizer que o spam é ruim, nem que é bom, pois não sejamos hipócritas, pouquíssimos blogs não fizeram spams algum dia sequer. Eu mesmo fazia.
sobre isso, acho mesmo que tem pessoas que fizeram, ou fazem assim:
criam um blog, disparam spam em todas as direções em uma orgia de autopomoção desavergonhada e depois de conseguirem um om número de seguidores, param de divulgar. E aí, dizem que spam é ridículo e ficam reclamando de quem faz.
Ademais, todo mundo já fez um spam divulgando um blog algum dia. E é té necessário, senão, como é que vc vai ficar conhecido num espaço que já tem um sem número de gigantes da web?

Uma solução poderia ser mesmo equilibrar. Só saia por aí divulgando seu blog quando tiver um certo número de postagens originais (não vale pesquisa no google) e quando tiver algo a oferecer de tal forma que você mesmo confie no seu blog. Aí sim. E a melhor forma de divulgar é comentar em outro blog deixando um link no final. E é comentário sincero, não vale "que lindo adorei seu post".

Bom, meio que desabafei aqui, mas fica aí a dica. Se todos os blogueiros fizerem por onde... todos não, mas a maioria... ficarem atentas nessas verdades, faremos até com que outros sigam o exemplo. Aí a blogsf. literária volta a ser um espaço para discutir literatura mesmo. Não competir os números com outros blogs neste pretensioso jogo de vaidades.

Att.,
Nícolas

Livreiro on 20 de outubro de 2011 11:53 disse...

Realmente, não competir fica difícil, até nos blogs a "corrupção" já chegou. O pior é que tem blogueiros que reclamam que tem 1000 seguidores e só recebem 5 comentários por post. Está ai o resultado dos spams.

Ótimo comentário. :)

Nícolas on 20 de outubro de 2011 11:59 disse...

O pior é que tem blogueiros que reclamam que tem 1000 seguidores e só recebem 5 comentários por post. Está ai o resultado dos spams.

Muito bem sintetizado!!!

Ps: vc leva jeito para resumir :D

αmαndα cristinα ツ on 21 de outubro de 2011 13:44 disse...

Verdade, Gabriel. No Skoob, sempre recebo Spams. Mas quando é de algum livro "desejado", sempre dou uma olhada (na promoção ou na resenha). O ruim é quando mandam você ver a resenha ou conhecer o blog sobre coisas (e até mesmo livros) que nem te interessam!
Acho o Skoob uma ótima forma de divulgação, mas até eu mesma ando parando de divulgar por lá, pois, além de perder meu tempo, a maioria das pessoas entram e falam: "Post ótimo! Segue meu blog?" e isso é realmente chato! :/
Adorei seu post! (E não, não precisa seguir meu blog! kkk')

Beijinhos,
www.primeiro-livro.com

Sofia on 21 de outubro de 2011 18:54 disse...

Eu no começo, também, fiz spam sim... Mas hoje não faço mais, não por que consegui um bom número de seguidores e tal, mas por que como próprio disse perdemos muito tempo e concordo com que a Amanda disse: "Post ótimo! Segue meu blog?" e isso é realmente chato! :/

Acho também que o mais importante não é seguidores e seguidores, e sim o acompanhamento, e tals...

Amei o post, haha

Beijos

Sofia - Lendo de Tudo

Mariana Borges on 24 de outubro de 2011 10:34 disse...

Por incrível que pareça eu nunca fiz spam. hahaha Na verdade eu tinha consciência de que não levaria a nada e sim afastaria o provável leitor, que iria ficar incomodado com o tipo de recado e acabaria não visitando.

Beijos!
http://www.galeriadasideias.com/

Livreiro on 31 de outubro de 2011 08:03 disse...

Sofia - Igualmente
Amanda - Obrigado.

Mariana- Você nunca fez Spams? Você bloga a quanto tempo?

Margô on 16 de novembro de 2011 19:20 disse...

Adorei essa matéria!!! Meu blog só tem 2 meses e eu também nunca fiz spam. Não tenho nenhum preconceito, mas sempre ficava chateada com minha caixa de recados do skoob cheia. Eu saia apagando tudo sem ler. Por isso, não faço spam.
Não sei se é uma impressão minha, mas alguns grupos de blogs literários são bem fechados. Se eu solicito ajuda, só recebo de quem está começando agora.

Nícolas on 17 de novembro de 2011 10:54 disse...

Tbm já percebi isso.

Francesca Ribeiro on 25 de novembro de 2011 14:50 disse...

Putz, recebo muito no Skoob.... Já vi em uns perfis umas coisas assim: "Oi, lê o meu livro, fala sobre morte e assassinato, eu sei que você gosta!", daí você vai lá na prateleira da pessoa e só tem conto de fadas e histórinhas de princesas... --'

Francesca Ribeiro
harrypotteroguia.blogspot.com

Postar um comentário

O seu comentário é importante para nós. Comente. :)

 

Confins da Leitura Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos