sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Minha Opinião #1

Postado por Livreiro às 18:45
"Pois é. Tá cheio de blogs por aí, com um montão de seguidores e um montão de editoras parceiras. Mas se for contar nas resenhas, acabam quebrando a cara!”, comentou livre, risonha e espontânea. Tempos depois, receberia a réplica “Com que moral você diz isso? Tipo assim: todos os blogs literários escrevem resenhas exatamente como você escreve. E quando não igual, também não ficam lá muito longe. Fora os que se inspiram no seu estilo e a ti, admiram.” (Trecho retirado do blog Braunne)”

 Enfim, porque criar um post inovador, se é muito mais fácil, copiar um qualquer e mudar algumas palavras. A blogosfera é cheia de blogs iguais e sem criatividade nenhuma, o que você encontra em um blog encontra em outro com uma frase a menos.

Odeio ainda mais aqueles que dizem que “Fazemos tudo pelo leitor”, deixamos de ser hipócritas, você pode até se interessar pelo leitor, pois é ele que sustenta seu blog, mas é muito difícil você se preocupar mais com ele do que com si próprio.

E existe também os sem opinião própria, vou dar um belo exemplo, pegue cinco blogs dos quais você segue, e procure por A Esperança, se pelo menos três destes tiverem uma tag sobre, você pode aceitar que estou com a razão. E se existir mesmo esse número, peço que você leia os três, (ou mais) e me diga se as palavras não são parecidas.

E é exatamente por isso, que não posto todos os lançamentos, geralmente nem os posto, para não cair na mesmice de todos os blogs, tem alguns ainda que agrupam os lançamentos, em fotos. Voltamos ao ponto de “furtar” as palavras e somente modificar.

E o tipo vendável, o qual é fácil achar, geralmente é aquele que seu blog não tem essência e que só está ali para ser vendido. São os que dizem comente na minha resenha e concorra a um marcador. Comente em minha resenha e ganhe dois formulários na próxima promoção.

Todos as citações, e todas as frases citadas aqui podem ou não ser fatos, ou seja, podem ou não realmente ter ocorrido. Não digo que todos os blogs não são dignos de créditos, e sim que pela blogosfera encontramos blogs idênticos, e os que são diferentes são os que fazem sucesso.

Pode ser que tenha escrito uma calúnia, ou tenha errado em dar minha opinião em certas partes. Mas essa, como já disse e torno a repetir, é a minha opinião, deixa a sua nos comentários.

Obs: Sinta-se livre nos comentários para discordar. E se gostar ou quiser saber mais de minhas opiniões siga o blog e (ou) inscreva-se no feed. O próximo Minha Opinião falará sobre os polêmicos spams.

19 comentários:

Ricardo de Almeida Rocha on 23 de setembro de 2011 19:45 disse...

Sinto-me livre pra dizer que generalizar acaba compromentendo uma crítica válida. Abraço

Livreiro on 24 de setembro de 2011 12:19 disse...

Mudei alguns pequenos detalhes, minha ideia não foi generalizar, e sim alertar. Eu mesmo posso ser um dos tipos que postei acima e nem percebi isto. Cabe a reflexão de cada um o que disse.
Visto que você entendeu assim, fiz pequenas mudanças, mas que espero que mude a essência do texto.

Nícolas on 26 de setembro de 2011 09:46 disse...

Eu percebo que muitos dos blogs que fazem a diferença, os diferentes, não fazem muito burburinho - e eu não estou falando de mim (sim, tem gente que pensaria logo que estou falando deu mesmo). Também não estou sendo convencido - outro dia encontrei um blog que é o maior barato, simplesmente trilegal e diferente. Escrita muito boa. E não é de colunistas de revistas ou comentaristas por aí, que naturalmente tem que formar opinião. Mas um blog de gente como a gente. Entretanto, você observa a sidebar e nota um blog de menos de 50 seguidores e que vive com menos de 2 comentários por post. Justo? Quando tem blogs que contam com 10 comentários por informativo de lançamento... (ou mais)
No final, aqui na blogosfera, já não se sabe a quem prestigiar. E esses blogueiros de que você fala, sim! pode generalizar, porque são os blogs que estão desesperados por números, querendo crescer da noite para o dia. Eles querem contato ardentemente, querem quantidade, e não se importam com a qualidade dos contatos. E de seus posts. Então dispara spam em todas as direções possíveis, em uma orgia de auto-promoção desavergonhada. O que eles não compreendem é que essa busca desenfreada de parceiros é um tiro que sai pela culatra. Não adianta crescer os números sem se importar com a qualidade. Você pode ver o tanto de posts que esses blogueiros criam porque estão sem criatividadade para alguma coisa - e como não querem perder a confiança de seus contatos...
Em resumo: no final, as pessoas desprezam a imposição que seus avanços representam. Número de seguidores e comentários nada justifica. Qualquer um pode buscar os números, desde que não omita a qualidade. Esse é meu ponto de vista.


ps.:
Capzpazpz. Que susto vc prega em mim man.

Marco on 27 de setembro de 2011 09:53 disse...

Esses blogs só querem é ser celebridades na internet. Mas são é ridículos. Esse povo tem que ouvir algumas verdades.

C.J on 27 de setembro de 2011 09:59 disse...

cada dia tá sugindo mais blogs completamente sem noção. Inspirados em outros blogs sem noção. Gente, fala sério, quem quer ter um blog, procura algumas dicas na web. Assim vc não cai em erros comuns em que a maioria cai.

João on 27 de setembro de 2011 12:48 disse...

Seria melhor para os blogs, assumir que não tem o que escrever, do que ficar entupindo o leitor de divulgação. Ninguém tá 100% criativo, uma hora, o blog tem que ficar desatualizado.

Livreiro on 27 de setembro de 2011 12:53 disse...

Sim. Concordo com todos esses comentários. Do que ainda ganhar livros e marcadores de cortesia se seu blog (adeus ética) é um completo lixo. Com resenhas estúpidas. Tenho amigos blogueiros que nas resenhas, a sinopse é o dobro da verdadeira resenha e a resenha é mais ou menos isso.

"Ow esse livro é muito bom cara. Tipo, tu começa a ler e não quer parar saca só né. Recomendo muito. Abraços pro autor e pra editora que me cederam esse livro".

E o impressionante é que funciona em TODAS as resenhas e o povo não nota. E chove comentários. Pelo amor de Deus.

Literatura Random on 27 de setembro de 2011 12:54 disse...

é um plágio descarado. todo mundo copiando o que já tem em outros blogs. Mas tem quem engula isso, senão como é que ele fazem sucesso?

Livreiro on 27 de setembro de 2011 13:00 disse...

Sim. Conheço sites de mil seguidores que, esqueça a palavra basear-se, copiam e colam (alguns ainda resumem e disfarçam).
Não posso também esquecer a auto-crítica, mas eu me baseio em alguns pontos, e sempre que isso acontece ponho a FONTE (alguns blogueiros não conhecem essa palavra, por isso em Caps Lock).

Literatura Random on 27 de setembro de 2011 13:24 disse...

Nessa eu tenho que pitacar: detesto quando o blogueiro copia a sinopse do livro. Resenha não é sinopse. Se o, ou melhor.. A Blogueira (porque tem muito mais blogueira do que blogueiro) não consegue ao menos contar a história com suas palavras, pra mim, já não consigo levar a serio, porque está óbvio que só querem dar um volume. São linhas e mais linhas de sinopse e cinco de crítica, de RESENHA MESMO.
Creio que, como você, não tem problema se alguns dos nossos amigos blogueiros se incluem na crítica de que muitas pessoas fazem, eu, você e um monte de (exi)gente. A proposta de blog literário está aí é para trocarmos contatos úteis, comprometimento. Amigos trocam uma sugestão aki e ali. E não é para ser chato, é para o propio bem. Não para ser perfeito, para ser crítico literário, mas para solucionar algumas falhas consideráveis. Muita gente cria blog para ter editora parceira, livro gratis, e se assim for, que seja por merecer, por um bom trabalho de verdade.

Livreiro on 27 de setembro de 2011 14:04 disse...

A mais pura verdade. Dos blogueiros que conheço pouquíssimos são Ctrl+C, gosto tão pouco desse tipo que da para contar nas mãos, meus parceiros desse tipo.
Sim, que bom que você citou o tipo vendável, como é triste esse tipo, é aquele tipo que manda spam TODA HORA. Aquele tipo que o blog tem mais promoção do que resenha. E uma parte dos leitores, ávidos por promoções vivem comentando nas resenhas e posts (por mais efêmeros que sejam).
Não vou negar que já fiz spam. Mas não conhecia a ética literária que alguns que mesmo sendo conhecida por alguns, ainda assim é desrespeitada.
Não vou ser hipócrita ao dizer que criei o blog só para postar, sim, eu pensava nas vantagens, mas é uma lei óbvia que para ganhar você deve trabalhar. Não adianta ficar copiando o Sobre Livros.
Agora, venho descobrindo cada vez mais, que o blog, assim como você disse, é sua opinião personalizada. É sua personalidade em domínio público.

Random, se quiser siga o blog e se inscreva no feed. Gostei muito de tuas opiniões.

Eduard on 29 de setembro de 2011 11:38 disse...

POis é. estava vendo algumas coisas sobre o assunto e não pude deixar de sair sem comentar:

primeiro: Nem tudo que se vê por aí é tipo uma cópia de blog para blog. Aí você já tá generalizando. Suponha que saiu uma novidade literária no site de alguma editora. Aí vem um blogger que é fã do livro, vê primeiro à notícia e decide espalhar no seu blog de tão contente que tá. Aí vem outro blogger lá no site da editora, também vê e decide espalhar. Um está plagiando outro? Não. Se fosse assim, os jornalistas copiam que é uma beleza, todo mundo noticiando a mesma coisa. Agora se alguém vê isso no blog, copia e muda algumas coisas e bota no blog dela como se fosse suas palavras, aí é cópia.

E mesmo assim, tem-se editroas parceiras

Livreiro on 29 de setembro de 2011 12:49 disse...

Fico feliz que tenha comentado.

Sim, não acho que uma notícia com o mesmo tema que outra seja um plágio, se isso acontecesse uma vez por mês.
Mas isso acontece o tempo inteiro. É preferível você seguir um blog que fale de tudo, do que vários blogs que falam da mesma coisa.

Temos que rever o conceito das editoras.

llucyinthesky on 3 de outubro de 2011 18:15 disse...

Concordo com o que diz.
E ainda tevo ressaltar algo que me incomoda na maioria das vezes.
Muitos blogs "literários" sempre postam resenha dos mesmos livros. Eu sigo alguns blogs e brinco que não preciso ler tal livro para saber se ele é bom ou ruim.
Eu não sou muito fã de modismo. Dificilmente alguém vai ver em meu blog resenha dos livros que estão na modinha ou que tudo Mundo anda lendo. Escrevo o que gosto e peço aos meus colaboradores que façam o mesmo - qie escrevam o que gostam e não o que eles acham que vai ser popular.

Eu tenho parceria com editora.Admito que fiz isso apenas para ganhar livros. Enche o saco a "babação" de uns e outros emcima de algumas editoras.
Confesso que uma das editoras tem sido extremamente atenciosa comigo, a moça que me atende é muito educada e me mandou livros diferentes para ler, ela até admitiu que viu minha estante no Skoob para não me enviar qualquer coisa.

Infelizmente as pessoas hojer em dia não fazem blogs porque gostam, elas querem se vender, o que mais me impressiona é o fato dos donos em si não escreverem tudo aquilo e não admitem.
Eu admito que não escrevo bem, faço porque gosto e porque quero. Tô pouco me lixando com comentários e quem me segue.
Se você gosta do que faz já basta.

ótimo post.
Até mais.

Marcelo Lima on 3 de outubro de 2011 18:16 disse...

shaushuas sempre faço post originais, o problema é que algumas editoras enviam textos prontos e por esse motivo algumas postagens saem iguais , mas nunca uma resenha deve ser igual a outra ! Cada um tem um jeito de pensar e como alguém pensa igual nãoe é msm ? Adorei o blog , queria seguir , mas a sua area de seguidores não está aparecendo ")

Livreiro on 3 de outubro de 2011 18:29 disse...

Lucy e Marcelo concordo plenamente com seus pontos de vistas.
Ao comentário do Marcelo, a editora é quem menos se envolve nisso, não foi esse o ponto que quis chegar, a editora é uma renda de lucro tanto para o blogueiro quanto para quem a comanda e aos comandados por ela. O problema são os que se veem no direito de só lucrar e não trabalhar.
É muito mais trabalhoso uma pessoa escrever um texto original do que simplesmente copiar e colar. Não posso dizer que minhas resenhas são cem por cento originais, pois quando vou fazer a resenha de um livro, procuro vários blogs que já a fizeram e me baseio em parágrafos de alguns,
mas sem modificar a essência do texto bruto, aquele que ainda não foi lapidado.
O importante é sempre manter a originalidade e não deixar o blog perder sua essência mesmo que isso atrapalhe o interesse próprio. Que provavelmente, não sendo hipócrita, lucrar.

Òtimos comentários.
Obrigado por compartilharem vossas opiniões aqui.

Nícolas on 4 de outubro de 2011 10:01 disse...

@Lucy.

Era exatamente o que eu mesmo estava pensando. Fiz até um post sobre isso.

Pedro_Almada on 11 de outubro de 2011 15:36 disse...

Em muitos aspectos eu concordei com a sua opinião.
Verdade seja dita, muitas resenhas são refletidas usando-se o ctrl C, ctrl V. Mas, em todo o caso, acho a ideia aconselhável. Veja bem, se você encontrou uma resenha que verdadeiramente expresse sua ideia, significa que merece ser divulgada (claro, deve-se divulgar, também, a fonte). O que não pode é basear o seu blog inteiramente em postagem de outrem, ou não haverá sua marca e, provavelmente, dificilmente será bem aceito pelos leitores.
Quanto à preocupação com os leitores, acho que existe sim. Afinal, é para eles que escrevemos. Quando recebo uma crítica, fico aflito, procurando onde errei. Trato de corrigir e procuro agradar o leitor.

mas uma coisa é certa. Como você disse, são muitos blogs. A diversidade acaba provocando uma "seleção" entre os blogs com diferencial, por isso, devemos procurar inovar.
Acho que é só xD

Livreiro on 11 de outubro de 2011 15:40 disse...

Seleção. Você realmente achou a palavra que tentei demonstrar em toda postagem. Nós não podemos copiar e colar tudo e sim, SELECIONAR algumas partes.
Dos blogs que acompanho todos tem um certo diferencial. O que atrai mais seguidores, e firmam aqueles que já acompanham.

Realmente, quando falei da preocupação com os leitores, não me aprofundei no assunto, mas vejo, com teu comentário, que sempre existe esse meio termo.

Ótimo comentário. Obrigado por compartilhá-lo.

Postar um comentário

O seu comentário é importante para nós. Comente. :)

 

Confins da Leitura Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos