domingo, 12 de agosto de 2012

Eu Sou o Número Quatro #Resenha

Postado por Willian Iuri às 12:02
Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrísseca
Páginas: 350

Nove alienígenas fugiram do planeta Lorien, onde eram conhecidos por números, para se esconder na Terra. O objetivo era se esconder dos Mogadorians, inimigos que precisam eliminar todos eles - e na ordem certa - para que poderes especiais não possam ser usados contra eles no futuro. A caçada já começou e os números Um, Dois e Três já foram assassinados.


O número Quatro vive disfarçado entre os humanos, como John Smith , ajudado por seu protetor Henri na tranquila cidade de Paradise, em Ohio. Enquanto descobre seus novos poderes, Smith conhece a estudante Sarah Hart e se apaixona por ela, colocando em risco a vida de ambos e o futuro de sua raça, porque o inimigo já o localizou. A sua sorte é que a número Seis também o encontrou e ela pode ajudar na batalha.

Sinopse a

Em um planeta chamado Lorien, haviam pessoas especiais, com poderes especiais, uma ótima qualidade de vida e com aparência humana. Até que uma raça de alienígenas chamados morgadorianos invade seu planeta em busca de recursos naturais. Nove crianças são mandadas à Terra, com seu cêpan, uma espécie de tutor.

Eles eram conhecidos por números - do um ao nove, dãããããã - e eram interligados. Contudo, esses morgadorianos vêm também à Terra, com propósito de matar cada um dessas nove crianças, que agora, são jovens-adultos, para que possam fazer o mesmo com a Terra, que fizeram com Lorien.

A história se passa - como no título já mostra - com o número quatro (John Smith). Ele estava em uma festa na praia, quando uma marca apareceu em sua perna. Daí foi ver que era a marca do número três, que havia morrido. Ele agora tinha a certeza de que seria o próximo.

Ponto Forte a

A história a todo instante tem seus pontos positivos e negativos. Nunca tinha lido algum livro assim, e me apaixonei por Sarah. Ah, Sarah.
Livro envolvente. Leitura rápida e fácil. Descrição perfeita para o livro. ENVOLVENTE. A cada capítulo, uma novidade e confusões de John. A todo momento, tem cenas de ação e aventura, e os momentos em que John vai descobrindo seus legados, são impressionantes as descrições.

Ponto Fraco a

E como todo livro, tem seu outro lado. Achei John um tanto dramático e impulsivo e isso às vezes dava raiva, porque você esperava que ele fosse fazer algo, e te decepcionava. Achei ele também, um tanto contraditório, mas afinal, são só detalhes que deixamos passar. Quem se importa, não é mesmo?

2 comentários:

contandohistorias.blog.br on 27 de julho de 2012 12:31 disse...

Já tinha ouvido bastante sobre esse livro, a maioria comentários bem positivos. Infelizmente ainda não tive a oportunidade de lê-lo :/
Enfim, boa resenha!
Isabela

Gustavo on 13 de agosto de 2012 11:46 disse...

Essa eu tenho q comentar , ja li esse livro , so q com a capa do filme , adorei e to juntando dinheiro para comprar o segundo livro , adoro essa serie ...

Postar um comentário

O seu comentário é importante para nós. Comente. :)

 

Confins da Leitura Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos