quinta-feira, 21 de julho de 2011

Entrevista com o Autor #2

Postado por Livreiro às 11:57
Nossa segunda entrevista com o autor G. Norris, autor do livro As Crônicas dos Senhores de Castelo, junto de seu amigo G. Brasman ( que deu uns pitacos, na entrevista, já fizemos uma entrevista com ele também). Obrigado, por essa gentileza. Então é isso aí, aproximando cada dia mais leitores e autores. Vamos a entrevista:


Com que idade você começou a escrever e o que lhe motivou para iniciar a escrita de um livro?

Escrevo contos há um bom tempo, desde a adolescência. O que motivou a escrever foi mais a vontade de ler mais ficção fantástica, novas histórias e coisas diferentes.

  No livro Senhores do Castelo como surgiram tantas personagens?

Nunca me preocupei com a quantidade de personagens, mas sim com o que cada um deles agregaria na história. Como o Brasman falou, a coisa fui naturalmente. No livro II, tem dois personagens que gosto muito e que apareceram porque a história precisava deles. Assim, fica fácil, né?

 Qual a personagem que mais lhe cativa na sua obra?

 Eu gosto muito do Kullat e do Thagir. Principalmente da amizade entre eles. São poderosos, sábios e divertidos (o Kullat, com certeza). Heróis definidos, lendas do Multiverso, são eles que me inspiram mais.

Qual a sensação de ter seu livro publicado e ter sido um dos maiores sucessos de venda juvenis do Brasil?

Realmente um grande desafio. Eu sinto que temos muito ainda a fazer, mas que estamos no caminho certo.

Que livro atualmente, você indica para leitura?

 Ira dos Dragões é um dos melhores livros que li de ficção fantástica. Além dos já citados pelo Brasman, indico também coletâneas de Contos do Flavio Moreira da Costa, a serie A Torre Negra do Stephen King e qualquer coletânea do Calvin & Hobbies, de Bill Watterson (meu livro de cabeceira rs).

 
 Além das Crônicas dos Senhores de Castelo ( e suas continuações ), você tem planos para outros livros?

Temos sim, mas os Senhores de Castelo são realmente o foco agora. Mas no livro II vocês poderão ter um gostinho a mais (sem spoilers hehehe. Aguardem.

 Como foi o processo para achar uma editora que publicasse seu livro?

Suado é a palavra correta. Avaliamos todas as alternativas possíveis, desde auto-publicação, livro sob demanda, importação, parceria, virtual ... enfim, todas mesmo. Mas como achávamos o projeto muito bom, continuamos a procurar pessoas que acreditassem no Multiverso assim como nós. Até que um dia um editor nos contatou e quis investir no nosso trabalho. Daí para frente, a história é conhecida: o livro teve uma excelente receptividade e , em menos de um ano, fomos convidados a fazer parceria com a maior editora da América Latina.

Você gostaria que seu livro virasse filme, ou acha que o cinema brasileiro não iria conseguir passar ao telespectador a intensidade da sua obra?

Realmente não conheço nenhuma produtora brasileira que pudesse dar forma ao filme como imaginamos, por sem uma obra muito rica em efeitos especiais. Mas estamos animados com a possibilidade de uma animação.
 Você poderia deixar ao menos uma frase do novo livro que você está escrevendo?
Eu vou dar mais um spoiler rápido, lembrando que o Brasman deu outro na entrevista anterior.  ”...antes que Kullat pudesse ajudar, uma rajada violeta atravessou seu corpo, rasgando sua roupa e causando dores horríveis.  Mesmo seu manto espectral, capaz de protegê-lo de grandes ataques, estava em retalhos.....” ...  Curiosos? Acreditem, isso é a ponta do iceberg hehehe.

Você estará na bienal de São Paulo em 2012?

Com certeza! Estaremos lá sim.

 Qual dica você deixaria ao leitor que pensa ou está criando um livro?

É isso aí. E quando falarem que seu texto é ruim, escreva mais e mais. Não desista.

 Obrigado por conceder a entrevista e pela atenção dada a esse garoto que ama incondicionalmente os livros. São autores como você que conseguem aproximar cada vez mais autores e leitores. Sucesso sempre.

Valeu mesmo. Esperamos os emails de vocês. Algumas coisas do Livro II foram baseadasno feedback que recebemos de vocês, por isso, escrevam, opinem, sempre que quisserem. Forte abraço a todos.                                                         

 Att. G. Pedro

3 comentários:

Bárbara Emerich Mórtimer on 22 de julho de 2011 00:04 disse...

Super legal a entrevista... Agora fiquei curiosa quanto ao resto do iceberg do novo livro .-. hUAShuAHSuhAUShuaS

Adorei o blog! Já estou seguindo :D
Sucesso aí!

Beijos Beijos
Bárbara Emerich
Blog Quero Um Romance...

Lilo on 22 de julho de 2011 13:48 disse...

Muito boa a entrevista, parabéns. Não conhecia o trabalho do G. Norris, mas os livros são bem de um dos gêneros que eu adoro.
Vou ficar de olho e ir atrás. Bjos e sucesso.
Lilo
Redenção

Pedro Girardi on 24 de julho de 2011 16:11 disse...

A entrevista foi muito boa e muito sensata. Parabéns ao autor e ao Blog.
Abraços. Pedro Primitivo.

Postar um comentário

O seu comentário é importante para nós. Comente. :)

 

Confins da Leitura Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos