segunda-feira, 2 de julho de 2012

Cilada #Resenha

Postado por O Livreiro² às 16:21
  Sinopse: Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida.


Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente.

Resenha:


Cilada é um livro extremamente chato, cada capítulo traz uma suposta nova surpresa e tudo isso para no próximo capítulo desmentir tudo. Mas o real problema é a demora, embora não seja um livro grande, temos uma letra pequena com capítulos extensos, detalhes que não fazem a diferença na trama e vários clichês.

Nesta resenha decidi não apresentar a vida dos personagens, porque é extremamente boba, sendo feita de personagens claramente mal-elaborados e alguns simplesmente ridículos. Não fui cativado pela obra do famoso e aclamado Harlen Coben e toda sua escrita pouco surpreendente.

Fiquei realmente surpreso por esse livro ser da Editora Sextante que tem uma qualidade impressionante de livros, sendo, na minha opinião, uma das melhores editoras do Brasil. É um livro industrializado pelos assuntos polêmicos, pseudo-moralista e extremamente ruim.

Já vi vários outros blogueiros quase declarando amor ao livro, mas esse não foi o meu caso, e como tento ser fiel em minhas resenhas digo mais uma vez... Achei um livro previsível, extremamente não recomendado e cheio de clichês sem sentidos.

Poderia terminar dizendo que vou dar mais uma chance ao autor, mas acho que não. Como já disse, é um livro industrializado, feito somente para o lucro, com assuntos polêmicos, mas uma trama simples.

5 comentários:

Amanda Chieregatti on 2 de julho de 2012 16:49 disse...

Oie!
Sério que você achou o livro tão ruim?
É por isso que eu adoro ler resenhas na blogosfera, as opiniões divergem bastante.
Por incrível que pareça, essas divergências de opiniões sempre me instigam mais a ler determinados livros.
Eu, ao contrário de você, gostei bastante do livro. Foi o primeiro livro do Harlan que eu li... todos ou outros que li posteriormente são com o personagem Myron Bolitar, sou apaixonada pelo personagem.
Mesmo tendo uma opinião bem diferente da sua, adorei sua resenha, pois dá pra ver que foi 100% sincera, e isso é o mais importante em se tratando de resenha, né?!

Beijos
Mandinha :)
minnhasconfissoesfemininas.blogspot.com

Sammy on 2 de julho de 2012 17:46 disse...

Sua resenha é muito sincera, o que vale e muito! Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro do autor, mas tenho curiosidade, pois pelo que reparei em outras obras dele, são livro de suspense e misterio, meus gêneros favoritos. Gostei muito da sinceridade de suas palavras!

Bjs

www.daimaginacaoaescrita.com

Lili on 2 de julho de 2012 19:17 disse...

Sério? Como assim?

Eu confesso que Coben me cativou por um filme que vi adaptado de sua obra. Aí descobri que o filme era livro (não conte à ninguém) e passei a rpesentear as pessoas com livros dele na esperança de que alguém me emprestasse.

Só posso te dizer que fiquei ainda mais curiosa. Será que temos gostos muito diferentes? Ou será que os livros são simplesmente aquela indução de sucesso?

liliescreve.blogspot.com

O Livreiro² on 4 de julho de 2012 14:41 disse...

Antes de tudo, agradeço pelos comentários que são sempre bem-vindos, e quase sempre retribuídos.

Amanda, eu sou do contra mesmo, não gosto de livros que tratem de assuntos polêmicos com aspecto de moral porque geralmente tem clichês... E geralmente são meramente lucrativos, pouco ligando para o desenvolver da trama e no que a história acrescentará no leitor. Mas as opiniões quase sempre divergem e isso que é legal.

Sammy, leia sim, como disse no comentário acima, opiniões costumam divergir, e se todos tivessem a mesma opinião ia ser chato. É importante conhecer a de todos.

Lili, nunca vi um filme do Coben, mas procurarei ver. Aliás, nunca nem soube que haviam filmes do livro. Eu gosto de qualquer livro, mas tem que ser bem escrito e sincero.

Abraços,
G. Pedro

Dryelly Kércya on 10 de julho de 2012 21:36 disse...

Essa é a primeira crítica que vejo sobre esse livro. Mas, como já foi dito nos comentários, essa é a graça de resenhar! Cada um expõe sua opinião e, apesar de discordar, pois sou realmente apaixonada pelos livros de Harlan Coben, eu gostei bastante da resenha! O que vale é a sinceridade!

Contudo, como falei pelo twitter, acho que você deveria dá outra chance a Harlan! (:

Beijo!

Postar um comentário

O seu comentário é importante para nós. Comente. :)

 

Confins da Leitura Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos